Clínica De Recuperação Involuntária

A clínica de recuperação involuntária tem o papel de ajudar o dependente químico a iniciar seu tratamento quando ele mesmo não consegue tomar essa iniciativa.

Falando sobre a dependência química, ela é uma doença, classificada pela própria Organização Mundial da Saúde (OMS) como um transtorno mental, e está relacionada no CID 10 com o código F19.

Esse código diz o seguinte: “Transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de múltiplas drogas e ao uso de outras substâncias psicoativas”.

Existem os códigos mais específicos relacionados a dependência química que são o F19.0, F19.1, F19.2. E assim por diante. A lista completa pode ser vista aqui.

E além de ser um transtorno mental, a dependência química é uma doença progressiva, ou seja, piora com o passar do tempo, caso um tratamento adequado não ocorra o quanto antes.

Outra característica que a dependência química tem é de ser uma doença crônica. Isso quer dizer que não possui uma cura definitiva. Mas se o indivíduo a tratar de forma correta, pode viver tranquilamente por muitos anos.

Da mesma forma que pessoas diabéticas ou hipertensas podem ter uma vida longa, sem grandes complicações, caso continuem o tratamento dessas doenças, o dependente químico também pode ter uma vida normal.

No entanto o tratamento da dependência química não se resume em apenas tomar medicamentos. Vai muito além disso. Por esse motivo que a clínica de recuperação involuntária é necessária.

Clínica de recuperação involuntária e seus benefícios

A clínica de recuperação involuntária possui uma estrutura que os hospitais comuns não possuem. Isso porque a dependência química não afeta apenas a saúde física, mas também a saúde emocional e a saúde mental.

Para que um dependente químico seja tratado de forma eficaz, a estrutura do local que ficará internado deve ser propícia a isso.

Um ambiente tranquilo, seguro e familiar, como o Grupo Nova Etapa oferece é fundamental.

Além, obviamente de profissionais totalmente qualificados para lidar com cada tipo de paciente que a clínica recebe.

Por que uma internação involuntária?

A internação involuntária muitas vezes se faz necessária, justamente pelo o que foi dito anteriormente.

Por ser uma doença que afeta o psicológico do paciente, muitas vezes esse chega a um nível que não consegue por si só decidir o que é melhor para sua própria vida.

E em boa parte dos casos, o dependente químico sequer aceita que está doente e a recusa pelo tratamento na clínica de recuperação é a consequência.

Mas como também foi dito anteriormente, a dependência química pode piorar com o passar do tempo e até levar ao óbito.

Seja por outras doenças ocasionadas pelo abuso das drogas, por overdose, ou por problemas psicológicos onde o dependente químico pode se tornar um risco para a vida de outras pessoas ou para a sua própria vida.

Nesses casos, a clínica de internação involuntária se faz necessária. E para que o paciente seja internado, a família do dependente químico deve autorizar formalmente o tratamento.

Com a autorização da família ou responsável, a clínica realiza a internação voluntária.

Ressaltando que todo o procedimento de internação involuntária é feito de forma que a integridade física do paciente seja respeitada.

Blog

Estamos Online