Tratamento para Codependência Química

O tratamento familiar para codependência química é altamente recomendado como uma das principais formas de prevenir possíveis recaídas dos dependentes em processo de recuperação. Tratando os sintomas de crise emocional e excesso de culpa que caracterizam a codependência.

Mesmo sendo um tema desconhecido por muitas famílias que possuem um ente querido portador da dependência química. A codependência das drogas é um comportamento adquirido pelos familiares, de forma inconsciente, que colabora para que o dependente desenvolva e permaneça no quadro de dependência.

É preciso entender que o codependente químico é todo aquele que está envolvido de forma familiar, emocional ou afetiva, com a pessoa que sofre com o consumo das drogas, tornando-se dependente juntamente com ela.

O Grupo Nova Etapa possui uma metodologia terapêutica especializada para cuidar dos casos de codependência através do tratamento familiar, realizado por meio de atendimentos em consultório e acompanhamento de profissionais da psicologia, psiquiatria e terapeutas.

O objetivo é tratar e reconstruir o bem-estar psicológico, emocional e físico dos codependentes, estabelecendo o equilíbrio e desenvolvendo um comportamento familiar saudável.

Sintomas da codependência

  • Apatia emocional diante do comportamento problemático do dependente;
  • Expressão de perfeccionismo sobre o dependente, mas que são apenas desejos que gostaria que fossem reais;
  • Controle obsessivo sobre a conduta e comportamento do dependente, como palpites, recomendações, preocupações, gentilezas quase exageradas;
  • Sentimento de responsabilidade pelo comportamento autodestrutivo do seu familiar, gerando autopunição e sensação de culpa extrema;
  • Sentimento de incapacidade diante da pessoa problemática, como se tudo o que faz por essa pessoa é insuficiente;
    Vergonha constante do comportamento inadequado do dependente como se ele mesmo estivesse agindo de tal maneira;
  • Dores crônicas de cabeça e das costas resultantes do acumulo de ansiedade;
  • Baixa autoestima e depressão geradas pela constante sensação de angústia, tristeza e conflitos com o dependente.

 

Blog

Estamos Online