Drogas

Como funciona a internação de dependentes químicos?

Como funciona a internação de dependentes químicos

Esta é uma pergunta que muitos gostariam de saber a resposta com o máximo de detalhes possíveis. Principalmente aqueles que sofrem com a dependência química. Portanto, se você é uma dessas pessoas e/ou quer saber como funciona a internação de dependentes químicos, nós, do Grupo Nova Etapa vamos te contar!

Antes de entrar direto na questão de como funciona a internação de dependentes químicos, é importante salientar o que é a dependência química e por que uma internação é necessária.

Vamos, então, começar pelo o que a dependência química não é. Ela não é um desvio de caráter. Também não é falta de vergonha na cara.

Não é coisa de bandido. Ela não é algo que deve ser ignorado. Ela não é um problema simples de ser solucionado. Mas também não é impossível.

Agora que sabemos o que a dependência química não é, vamos entender o que ela é.

A dependência química é classificada como um conjunto de fenômenos comportamentais, cognitivos e fisiológicos, que se desenvolvem após o uso repetido de determinada substância.

Ela é um transtorno mental. E está na lista de doenças reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde.

Tem caráter de doença primária, ou seja, pode desenvolver outras doenças. Progressiva, pois tende a piorar com o passar do tempo, inclusive levando ao óbito.

E também é uma doença crônica, pois não possui uma cura definitiva.

Por outro lado, possui tratamento e aqueles que se submetem ao tratamento, de forma correta, sem abandoná-lo e seguindo as orientações dos profissionais da saúde, tendem a viver normalmente, sem grandes complicações causadas pela dependência química.

 

Os detalhes de como funciona a internação de dependentes químicos

Os detalhes de como funciona a internação de dependentes químicos

Agora que você sabe o que é (e também o que não é) a dependência química, vamos entender como funciona a internação de dependentes químicos.

Acreditamos que a essa altura, ficou bem claro que a dependência química é um problema seríssimo e não pode ser ignorado nem pelo dependente químico e nem pela família.

Mas infelizmente isso acontece e nos dois casos. Ou seja, ignorado pelo dependente químico e também por seus familiares.

Por essa razão que o Grupo Nova Etapa busca sempre informar à todas as pessoas sobre assuntos relacionados à dependência química.

Reforçamos que este é um problema que não deve ser ignorado e sim tratado com seriedade.

É muito comum que o adicto (dependente) ignore o problema.

Como falamos antes, a dependência química é um transtorno mental. Isso significa que ela mexe com as faculdades mentais, fazendo com que o usuário de drogas perca a noção de muitas coisas.

Desta forma, muitos tornam-se agressivos, inclusive com seus próprios familiares. Chegando, muitas vezes, ao ponto de cometer crimes que normalmente não cometeriam se não fosse pela dependência química.

No caso da família, alguns ignoram por falta de conhecimento, por pensarem que a dependência química é aquilo que já falamos aqui que ela não é.

 Ou simplesmente preferem ignorar e esperar que o problema se resolva por si só. E isso é um grave erro que pode custar a vida do adicto.

Agora sim, sem mais delongas, vamos falar como funciona a internação de dependentes químicos.

Tendo em mente que o dependente químico precisa de tratamento, e este tratamento deve ser feito por profissionais em uma clínica de recuperação, existem 2 tipos mais comuns de internação: a internação voluntária e involuntária.

 

Internação Voluntária

Internação Voluntária

A internação voluntária é aquela onde o dependente químico procura ajuda por livre e espontânea vontade.

Pode haver incentivo de amigos e familiares, mas a decisão é tomada pelo dependente. Este, por sua vez, procura uma clínica de recuperação para dependentes químicos sozinho ou então pede a ajuda de parentes ou pessoas mais próximas para que seja internado e inicie o tratamento.

A vontade própria de abandonar as drogas pode ocorrer quando dependente sente as primeiras consequências e perdas.

Como, por exemplo, o afastamento de amigos e familiares, problemas em casa e no trabalho, comportamento irresponsável quando sob o efeito das drogas e um aumento repentino da quantidade e frequência de consumo, entre outros.

O Grupo Nova Etapa aconselha aos familiares e amigos de dependentes químicos que, sempre que possível, encorajem e tentem convencer de uma forma sutil e amigável, que o adicto aceite a internação de bom grado, explicando que aquela ação é para o seu próprio bem.

A internação voluntária tende a proporcionar um avanço mais rápido e significativo no tratamento da dependência química.

O tempo de internação varia de pessoa para pessoa. A equipe médica sempre fará avaliações e é responsável por dizer quanto tempo será necessário que o paciente fique internado.

 

Internação Involuntária

Internação Involuntária

A internação involuntária é o oposto da voluntária. Ocorre quando o dependente químico não aceita ser internado. Ela costuma causar um pouco de polêmica e divide opiniões.

Inclusive, no ano passado (2019), o Presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei 13.840/19 que fala sobre a internação involuntária para dependentes químicos. O vídeo logo a seguir nos dá mais detalhes sobre esta lei:

Apesar da divisão de opiniões e certa polêmica, a internação involuntária se faz necessária em muitas ocasiões.

Como, por exemplo, em casos onde o dependente químico já não possui mais o discernimento do que é bom ou ruim para si próprio e/ou para os outros.

E também quando se torna um risco para as pessoas ao seu redor ou para si mesmo, onde pode atentar contra sua própria vida com tentativas de suicídio ou com doses cada vez maiores da substância pela qual é dependente.

Nós, do Grupo Nova Etapa sempre recomendamos e incentivamos as internações voluntárias, mas entendemos que nem sempre ela é possível.

E contamos com uma equipe de resgate que atende 24 horas por dia, sete dias por semana. Esta equipe é treinada e possui experiência com todos os tipos de situações envolvendo internações involuntárias.

Nosso principal objetivo é preservar a vida de nossos pacientes e nossa abordagem sempre visa a segurança, respeito e bem-estar de todos os nossos pacientes. Portanto, mesmo em situações tensas que podem ocorrer antes da internação involuntária, estamos preparados.

Esperamos ter esclarecido a você como funciona a internação de dependentes químicos. E se você precisa de ajuda com este assunto, ou quer esclarecer mais alguma dúvida, entre em contato com o Grupo Nova Etapa. Estaremos prontos para poder ajudar!

Previous ArticleNext Article