Dependência química: Entenda como funciona o tratamento

O assunto dependência química costuma ser muito amplo, ocasionando diversas discussões e também dúvidas, principalmente entre aqueles que não vivem esta realidade. Ou então que estão começando a viver ou testemunhar de perto, muitas vezes, com algum familiar.

Falando em familiar, uma pesquisa feita pela LENAD Família (Levantamento Nacional de Famílias dos Dependentes Químicos), levantou os seguintes dados: 28 milhões de pessoas possuem algum parente dependente químico. E pelo menos 8 milhões de brasileiros são dependentes de álcool, maconha ou cocaína.

A pesquisa foi feita com 3.142 famílias de dependentes químicos em tratamento e um questionamento com 115 perguntas foi usado para fazer o levantamento. O estudo foi feito em clínicas de reabilitação e comunidades terapêuticas.

A mesma pesquisa ainda mostra que 73% dos pacientes consumia mais de uma droga. E 68% das pessoas em tratamento consumiam maconha juntamente com outras substâncias.

O tempo médio em que os pacientes eram usuários de drogas era de 13 anos. Mas a família apenas descobria com 8 anos de uso, em média.

Quando a família descobria, levava em média dois anos para procurar ajuda, se tratando de um usuário de crack ou cocaína. E em torno de 7 anos, se tratando de dependentes alcoólicos.

Pouco mais de um terço dos familiares relataram terem percebido o uso de drogas devido a mudanças no comportamento.

Este levantamento foi feito entre junho de 2012 e julho de 2013. E por mais que tenham se passado 7 anos desde a sua conclusão, infelizmente a situação atual (2020) não é muito diferente.

Veja, a seguir, um vídeo do programa Morning Show comentando uma entrevista cedida pelo ator Fábio Assunção ao jornal O Globo onde o artista fala sobre a dependência química:

 


 

 

Qual o primeiro passo no tratamento da dependência química?

Qual o primeiro passo no tratamento da dependência química

Como podemos notar, a dependência química é um sério problema que precisa ser enfrentado. Mas este enfrentamento não é nada fácil. Vimos que o tempo que se leva para buscar ajuda é muito grande.

E quanto maior a demora, mais o problema se agrava, pois a dependência química é uma doença primária, ou seja, pode originar outras doenças. E também tem caráter progressivo, ou seja, pode piorar com o passar do tempo, podendo até mesmo levar ao óbito.

O primeiro grande passo para o tratamento da dependência química é convencer o usuário de drogas que precisa de ajuda. Isso pode parecer fácil, mas, infelizmente, na maioria das vezes não é.

A demora para se buscar ajuda profissional para o tratamento da dependência química está relacionada em boa parte pela não-aceitação do próprio usuário.

Muitas vezes ele ou ela acha que não precisa de ajuda, que pode parar de usar a hora que quiser, que não está doente.

Ou então, há casos que o próprio dependente tem consciência de seu estado, mas ainda assim prefere não procurar ajuda por vergonha, medo, ou por se considerar um “caso perdido”. Entre muitos outros motivos que impedem a busca por tratamento.

 

Comece pelo diálogo

Comece pelo diálogo

Mas então, o que fazer para resolver este problema? A primeira solução é o diálogo. Se você conhece algum dependente químico e quer ajudá-lo, procure conversar a respeito do assunto e convencê-lo a procurar ajuda profissional.

É claro que a princípio pode ser difícil e as primeiras tentativas poderão ser frustradas, mas você deve ter muita paciência e sempre procurar dialogar com amor, respeito e sincera preocupação.

Evite discussões acaloradas, julgamentos e jamais diminua a pessoa. Pelo contrário, procure sempre destacar o quão importante ela é para você e como você se preocupa e quer o seu bem.

Se sua atitude for sincera, e se a abordagem for correta, as chances de sucesso, de a pessoa se convencer que realmente precisa de um tratamento para vencer a dependência química são maiores.

 

Como funciona o tratamento da dependência química na clínica de recuperação?

Como funciona o tratamento da dependência química na clínica de recuperação

Após conseguir convencer o amigo ou parente e este por sua vez aceitar se submeter ao tratamento da dependência química, é hora de procurar por uma boa clínica de recuperação.

Porém, esta deve ser uma escolha rápida, pois as chances de o dependente químico desistir são grandes. E aumentam com o passar do tempo, caso não inicie logo o tratamento.

Para que não haja dúvidas nem pela parte da família, nem pela parte do dependente químico, queremos esclarecer como funciona uma clínica de recuperação para dependentes químicos.

Em poucas palavras, a clínica de recuperação é como se fosse um hospital para o dependente químico com alguns adicionais. Dizemos que parece um hospital porque conta com a presença de médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e outros profissionais da área da saúde.

Mas vai muito além disso. Além dos profissionais da saúde, que cuidam da saúde física dos pacientes, também existem psicólogos e terapeutas responsáveis por atividades e tratamentos terapêuticos com o objetivo de fortalecer os pacientes.

Afinal, não basta ficar dias ou meses sem consumir drogas, mas também é necessário trabalhar a mente para que resista ao desejo de consumi-las. Além disso, o paciente precisa trabalhar seu lado social que, em muitos casos é prejudicado devido à dependência química. Por exemplo, o relacionamento familiar.

O tempo de internação na clínica de recuperação varia muito de pessoa para pessoa. No geral, o mínimo que um paciente pode vir a ficar internado são 15 dias. E o máximo, 6 meses. Mas, reforçando, isso vai depender do progresso do paciente de acordo com a avaliação médica, tanto no início do tratamento, quanto no decorrer.

 

Grupo Nova Etapa: uma excelente opção para o tratamento da dependência química

 

uma excelente opção para o tratamento da dependência química

Se você precisa de ajuda com o tratamento da dependência química, o Grupo Nova Etapa é uma excelente escolha. Como falamos antes, quando o dependente químico aceita ajuda, a melhor coisa a se fazer é não perder tempo e escolher logo uma clínica de recuperação com qualidade.

O Grupo Nova Etapa tem mais de 20 anos de história ajudando diversas famílias a superarem problemas causados pela dependência química.

Possuímos uma infraestrutura completa e equipe terapêutica formada por profissionais altamente capacitados e experientes, oferecendo os melhores tratamentos e obtendo os melhores resultados.

Nossas unidades são especialmente desenvolvidas para proporcionar mais do que um ambiente confortável e seguro. Onde cada detalhe é cuidadosamente pensado para oferecer aos nossos pacientes o melhor e mais eficaz tratamento de reabilitação.

Entre em contato conosco para saber mais detalhes. Estamos prontos para poder te ajudar!