Como funciona a mente de um dependente químico

Como funciona a mente de um dependente químico?

Mesmo com tanta facilidade à informação como nunca tivemos antes, muitas pessoas por falta de conhecimento têm muito preconceito com dependentes químicos. É algo totalmente errado julgar sem saber como funciona a mente de um dependente químico. Nesse artigo nós vamos procurar entender esta questão.

Em primeiro lugar, um dependente químico não é um marginal, uma escória da sociedade ou algo do tipo. Essas comparações podem parecer exagero, mas infelizmente acontecem.

Muitas vezes, a própria família discrimina o adicto tornando a situação muito pior do que de fato ela já é.

Portanto, a primeira coisa que se deve fazer para entender a mente de um dependente químico e tentar ajudá-lo é não o discriminar, maltratar ou fazer comentários que o diminuam. Por mais que seja difícil lidar com um dependente químico, é necessária muita paciência, amor e compreensão.

Afinal, a dependência química é uma doença presente na relação de doenças relacionadas pela Organização Mundial da Saúde, classificada como “transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de múltiplas drogas e ao uso de outras substâncias psicoativas”.

Apenas no Brasil, a dependência química afeta 4 entre 10 famílias. Infelizmente esse número vem crescendo com o passar do tempo. Algo que deve ser levado a sério e não ser ignorado ou tratado com pouca importância.

 

Características de como funciona a mente de um dependente químico

Características de como funciona a mente de um dependente químico

 

Bem, agora que fizemos esse panorama inicial sobre a dependência química e o adicto, vamos listar aqui algumas características de como funciona a mente de um dependente químico:

  • Indiferença aos vínculos: Um dependente químico quase nunca aceita conselhos de outras pessoas, sejam quem for. Dependendo do nível em que a doença alcançou, ele deixa de se importar com o que as pessoas próximas e desconhecidos pensam a seu respeito. Não é à toa que muitos dos vínculos familiares e de amizade são simplesmente perdidos.

  • Irritabilidade: O que muitas pessoas têm dificuldade de aceitar na forma como funciona a mente de um dependente químico é a sua irritabilidade. Coisas fúteis se tornam motivos para discussões, brigas sérias e até mesmo agressões físicas. O dependente acha que está sempre certo e que os demais é que estão enganados sobre sua situação atual.

  • Inquietação: O vício pela droga altera a maneira como funciona a mente de um dependente químico. Com isso, ele não consegue esconder a inquietação quando fica sem a substância pela qual é dependente. E essa inquietação pode fazer com que a pessoa tenha atitudes que normalmente não teria, caso não fosse a doença, como, por exemplo, furtar objetos para conseguir recursos e manter o consumo da(s) droga(s).

Existem muitas outras características que mostram como funciona a mente de um dependente químico, porém, estas que listamos costumam ser mais comuns na maioria dos casos.

Se você conhece algum dependente químico e quer ajudá-lo, entre em contato conosco. O Grupo Nova Etapa é especialista no tratamento da dependência química e sem dúvidas poderá ajudar!