Como identificar um dependente químico

Como identificar um dependente químico?

A vida é cheia de desafios e faz parte dela passarmos por momentos de dificuldades. E sem dúvidas um dos maiores desafios que uma pessoa, ou até mesmo uma família pode enfrentar são as drogas. Pensando nisso, vamos falar hoje sobre como identificar um dependente químico na família.

Algo bem comum de se acontecer é que as famílias tendem a pensar que esse é um problema que só acontece com os outros. E que seus filhos são bem educados o suficiente para se envolverem com as drogas.

Mas a verdade é que educação (ou falta dela) nem sempre é motivo para que alguém se envolva com drogas.

E quando acontece da família descobrir que um de seus membros se tornou um usuário de drogas, uma das primeiras reações é a negação. Algo muito perigoso, pois só contribui para que o problema se agrave.

Ignorar um problema, seja ele relacionado à dependência química ou não, sempre é uma má escolha a se fazer. Ignorar ou “fugir” dos problemas não fará com que eles desapareçam ou se resolvam por si sós, sem a nossa intervenção. Por isso, é importante saber como identificar um dependente químico.

Falando sobre a dependência química, ela é uma doença que causa mudanças de comportamento, cognitivas e, ainda, traz sintomas fisiológicos que só serão percebidos quando o indivíduo começa a fazer uso de drogas ou álcool de forma constante.

Não há uma causa específica para a dependência química, mas sim a junção de fatores psicossociais, ambientais e genéticos, como pressão de um determinado grupo, curiosidade, uma perda, dificuldade em resolver alguma situação, tristeza ou até mesmo o sucesso.

 

Principais sintomas que ajudam a identificar um dependente químico

A vida é cheia de desafios e faz parte dela passarmos por momentos de dificuldades. E sem dúvidas um dos maiores desafios que uma pessoa, ou até mesmo uma família pode enfrentar são as drogas. Pensando nisso, vamos falar hoje sobre como identificar um dependente químico na família. Algo bem comum de se acontecer é que as famílias tendem a pensar que esse é um problema que só acontece com os outros. E que seus filhos são bem educados o suficiente para se envolverem com as drogas. Mas a verdade é que educação (ou falta dela) nem sempre é motivo para que alguém se envolva com drogas. E quando acontece da família descobrir que um de seus membros se tornou um usuário de drogas, uma das primeiras reações é a negação. Algo muito perigoso, pois só contribui para que o problema se agrave. Ignorar um problema, seja ele relacionado à dependência química ou não, sempre é uma má escolha a se fazer. Ignorar ou "fugir" dos problemas não fará com que eles desapareçam ou se resolvam por si sós, sem a nossa intervenção. Por isso, é importante saber como identificar um dependente químico. Falando sobre a dependência química, ela é uma doença que causa mudanças de comportamento, cognitivas e, ainda, traz sintomas fisiológicos que só serão percebidos quando o indivíduo começa a fazer uso de drogas ou álcool de forma constante. Não há uma causa específica para a dependência química, mas sim a junção de fatores psicossociais, ambientais e genéticos, como pressão de um determinado grupo, curiosidade, uma perda, dificuldade em resolver alguma situação, tristeza ou até mesmo o sucesso. Principais sintomas que ajudam a identificar um dependente químico Os sintomas que ajudam a identificar um dependente químico são os mais variados, porque tanto seu comportamento quanto a saúde física e/ou as atitudes do usuário podem mudar, por isso é fundamental estar sempre atento. Com o decorrer do tempo e a evolução da dependência química, o usuário será negligente com ele mesmo, pois ele não valorizará coisas que antigamente considerava importante. Sendo assim, a pessoa que faz uso de drogas não dará mais importância para os seus relacionamentos, para sua aparência e para o seu trabalho. Com o objetivo de fugir de compromissos, as mentiras começarão a aparecer e com o passar do tempo, elas só vão aumentar. O dependente químico costuma também apresentar um descontrole financeiro, porque para adquirir a droga, ele precisará investir. E esse gasto passará a ser frequente e conforme o vício avança, seu descontrole financeiro também cresce. Outra característica que ajuda a identificar um dependente químico são as drásticas alterações comportamentais como a depressão, inquietação, frustração e até euforia, todas em grande intensidade. Outro fator que pode ajudar a família a identificar um dependente químico está relacionado às suas atividades e amizades, pois aqueles que começam a fazer uso de drogas abandonam seus antigos amigos e param de frequentar os grupos que costumavam estar presentes. Muitas vezes, aqueles que usam drogas têm o desejo de abandonar o vício. Mas não conseguem fazer isso sozinhos, por isso é fundamental que a família e os amigos deem todo o apoio que essa pessoa precisa. Porém é preciso ainda buscar ajuda profissional. Neste caso, o Grupo Nova Etapa pode auxiliar as famílias a vencerem a dependência química. Entre em contato conosco para saber mais

Os sintomas que ajudam a identificar um dependente químico são os mais variados, porque tanto seu comportamento quanto a saúde física e/ou as atitudes do usuário podem mudar, por isso é fundamental estar sempre atento.

Com o decorrer do tempo e a evolução da dependência química, o usuário será negligente com ele mesmo, pois ele não valorizará coisas que antigamente considerava importante.

Sendo assim, a pessoa que faz uso de drogas não dará mais importância para os seus relacionamentos, para sua aparência e para o seu trabalho.

Com o objetivo de fugir de compromissos, as mentiras começarão a aparecer e com o passar do tempo, elas só vão aumentar.

O dependente químico costuma também apresentar um descontrole financeiro, porque para adquirir a droga, ele precisará investir.

E esse gasto passará a ser frequente e conforme o vício avança, seu descontrole financeiro também cresce.

Outra característica que ajuda a identificar um dependente químico são as drásticas alterações comportamentais como a depressão, inquietação, frustração e até euforia, todas em grande intensidade.

Outro fator que pode ajudar a família a identificar um dependente químico está relacionado às suas atividades e amizades, pois aqueles que começam a fazer uso de drogas abandonam seus antigos amigos e param de frequentar os grupos que costumavam estar presentes.

Muitas vezes, aqueles que usam drogas têm o desejo de abandonar o vício. Mas não conseguem fazer isso sozinhos, por isso é fundamental que a família e os amigos deem todo o apoio que essa pessoa precisa. Porém é preciso ainda buscar ajuda profissional.

Neste caso, o Grupo Nova Etapa pode auxiliar as famílias a vencerem a dependência química. Entre em contato conosco para saber mais.